The Walking Dead – O jogo!

Por Marina Rocha via The Walking Dead Brasil

Tirem as shotguns do armário! A Telltale Games lançou nesta terça-feira (24/04) o jogo The Walking Dead! O jogo é liberado apenas por conexão a internet, tanto pelo PC e Mac, quanto pelo Xbox LIVE Arcade e Playstation Network, onde pode ser comprado por 400 MS ou US$ 4,99 por episódio, no caso do Xbox.

O jogo será lançado por partes, divido (inicialmente) em 5 episódios, de mais ou menos 2 horas cada. O intuito disso é nos fazer sofrer esperando pelo próximo, assim como sofremos com a série ou com os quadrinhos. O primeiro episódio acontece no começo do apocalipse zumbi, enquanto Rick Grimes ainda está em coma. E não, você não vai jogar com o Rick, infelizmente. Outros problemas serão vivenciados e outras pessoas interagirão com você. O personagem protagonista é Lee Everett, um criminoso condenado que acaba se safando (pra acabar se ferrando no meio da zumbizada). Mas alguns personagens da série original também aparecem, como Hershel e Glenn (yay!). Ah, e não haverá a opção de multiplayer.

Não pense que o jogo será como Left 4 Dead, pois a Telltale e Robert Kirkman (o criado de TWD) quiseram criar algo único. Tudo o que faz no jogo tem um impacto muito grande no resto dos episódios. Diante de cada situação, você terá opções diferentes a seguir, desde as menores ações (como mentir a alguém) até ações importantes (como quem você vai salvar ou deixar morrer – Alô Shane!). Sem contar que você não vai sair por aí matando zumbi com coquetel molotov como se não houvesse amanhã. É preciso ter muita estratégia, assim como na série. Se você usa uma arma de fogo ou uma motosserra, só vai chamar a atenção de mais zumbis, e sua situação irá de mal a pior. Quando você se deparar com uma horda, a agonia vai ser tão grande quanto a de Rick e seus amiguinhos. Muitas vezes, optar pela faca é muito melhor. Ainda há, no quesito de jogabilidade, a possibilidade de você ter que se virar pra sair das garras dos morto-vivos, se eles acabarem pegando você, mas nada que exija reflexos de ninja.

Além do mais, os gráficos não são lá essas coisas primorosas, mas isso também tem um motivo importante: o jogo é baseado nos quadrinhos, assim como os gráficos também tentam passar essa perspectiva. O objetivo disso é fazer com que o jogador sinta-se interagindo com a própria HQ! Lembre-se que nada que acontece no jogo é aleatório. Pessoas que você conhece e seu personagem se apega, acabam virando zumbis, e matá-los será um dever… Assim como na série, tudo terá consequência. Não pense que se você algemar o Merle no alto do prédio, ele vai esperar você lá, com as duas mãos e sorridente, hehe.

Neste primeiro episódio, Lee tem de aprender a se virar e conseguir informações de sobreviventes sobre o que diabos está acontecendo. Ele deve aprender a matar, de forma inteligente, os zumbis, ou walkers para os íntimos. Não apenas isso, mas ele jura para si mesmo proteger Clementine, uma garotinha que ele conhece. É preciso mantê-la afastada de perigos, e de vez em quando consolá-la, o que melhora a relação entre os personagens. Para quem já jogou o primeiro episódio, os músculos da mão ainda estão relaxando, e a tensão pelo próximo só aumenta, já que as consequências dos seus atos serão inevitáveis. Já está cotado como um dos melhores games de Adventure Horror com interatividade já lançado.

Enquanto você confere o trailer abaixo, não perca tempo e corra para o site do game! Está rolando um concurso… Um cliente será sorteado para ser transformado em personagem no jogo, onde será morto, e reaparecerá como um zumbi, só para ser morto outra vez!   Quem nunca quis ser um zumbi? Em um jogo oficial?! DO PRÓPRIO THE WALKING DEAD?!?! Corre pela sua vida!!!

Anúncios

Worms Revolution! Mais do mesmo ou diversão garantida?

Por Marina Rocha

A incansável Team 17 decidiu comemorar os 17 anos de minhocas explosivas anunciando o lançamento de mais um jogo da consagrada série Worms para 2012. O Worms Revolution vai contar com um cenário em “3D”, mas ainda mantendo a lateralidade do jogo, em prol da nostalgia e tudo o mais. Ou seja, a grande diferença aqui é o fato de que o fundo é mais distante e desfocado, e as minhocas parecem um pouco mais gordas e invocadas. Pelo teaser trailer lançado, o gráfico quase lembrou a velha série do Crash, em uma sacada de “3D inovador”. Mas gráficos a parte, já que esse nunca foi o grande barato do jogo, vamos ao que interessa: Explosões e morte.

A jogabilidade do Worms Revolution vai manter algumas das queridas armas, como as granadas, jatos, a Super Sheep (a ovelha do superman que explode) e a Holy Grenade (alô, Monty Python!). Correm boatos que a novidade são as armas de água, mas nada confirmado pela Team 17. Sobre as plataformas, o game será lançado para PC, como todo Worms deve ser, e para XBOX e Play3, os principais anfitriões do Revolution.

Depois do Reloaded e do Armageddon, o Worms anda deixando a desejar em quesito de inovação. Um novo desafio aqui, novas telas ali, coisa e tal… Isso é bom para os gamers old school, que preferem venerar as velhas piadas e os bons momentos explodindo seu amigo com minhocas. Para os jogadores de XBOX Live e PC, explodir a galera online também foi um dos grandes baratos dos Worms lançados ultimamente. Mas a verdade é que os fãs já estão divididos. Ninguém sabe se o Revolutions vai ser só mais do mesmo ou se finalmente a “revolução” chegou ao game.
No mais, tenha certeza e granada em mãos, pois no terceiro trimestre de 2012, chame seus amigos e prepare os consoles para muitas explosões de minhocas alheias (ui!) e risadas garantidas! Worms Revolution vem aí! Aproveite para checar o curto mas explosivo trailer oficial das novas minhocas indo pelos ares!